Quanto tempo dura o tratamento?

Quanto tempo dura o tratamento?

 

A resolução do vaginismo com bons resultados em tempo razoável é normal no tratamento do vaginismo.

O vaginismo pode normalmente ser tratado e superado completamente num tempo razoável. Mulheres motivadas sem muitas complicações geralmente consideram seis semanas um tempo adequado para resolver os problemas de penetração ou de dor sexual. As pesquisas indicam que até mesmo duas semanas é um prazo potencialmente realista se houver um esforço intenso, ajuda profissional e nenhuma complicação significativa. Masters & Johnson foram pioneiros no conceito da terapia intensiva de duas semanas para tratar disfunções como o vaginismo com bons resultados. A duração do tratamento pode ser melhorada se o programa for oferecido por um especialista de saúde como um fisioterapeuta, um médico ou um terapeuta. Embora, em alguns casos, o acesso a especialistas possa ser difícil e isso reduz o andamento do processo.

Uma das grandes vantagens da abordagem de autoajuda é que as mulheres podem trabalhar em seus próprios ritmos e passar mais ou menos tempo em áreas específicas, conforme necessário. As mulheres altamente motivadas podem concluir o programa mais rapidamente, mas outras mulheres podem levar mais tempo para concluir as etapas.

 

Fatores Que Afetam A Duração Do Processo Do Tratamento
Consistência, prática e persistência Seguir as recomendações à risca, praticar consistentemente e continuar a persistir nos desafios – tudo isso encurta a duração do tratamento.
Questões de resistência Algumas mulheres começam os exercícios do tratamento imediatamente, enquanto outras lutam contra a resistência.
Diversos níveis de motivação Estar altamente motivada, e manter esta motivação, afeta positivamente o processo e a duração do tratamento.
Saúde física A saúde geral da mulher, além da saúde dos músculos do assoalho pélvico, influencia o processo do tratamento.
Complexidade de outras disfunções coexistentes A presença de outras disfunções físicas ou psicológicas (por ex. depressão, medo extremo, ansiedade) pode exercer um papel na duração do tratamento.
Complexidade das demandas da vida Questões de gerenciamento de tempo envolvendo escola, profissão, família, etc. podem ocupar muito tempo, não havendo tempo suficiente para praticar os exercícios.
Presença de barreiras emocionais Emoções como apatia, ansiedade, medos de fracasso que resultam de desencorajamentos anteriores, etc. podem prolongar o processo do tratamento.
História pessoal Algumas mulheres têm histórias complexas de abuso ou questões emocionais e elas podem precisar de mais tempo para trabalhar estas questões.
Apoio do parceiro Um parceiro com conhecimento sobre o vaginismo e que coopera no processo do tratamento tem uma influência positiva sobre a sua esposa. Este apoio pode afetar a velocidade e o sucesso do tratamento dela.
Apoio profissional O encorajamento e o apoio de um profissional em proporcionar variações personalizadas do programa pode ser benéfico.
Outros apoios Conectar com outras mulheres que estão fazendo o tratamento ou encontrar apoio de mulheres que já passaram pelo processo pode ser uma ajuda enorme (veja Apoio)

Ir No Seu Próprio Ritmo

Algumas mulheres com outras demandas da vida precisam de uma abordagem mais lenta. Independentemente do ritmo, a resolução com bons resultados é normal e a paciente conseguirá penetração sem dor e intercurso sexual totalmente recuperado no final do processo do tratamento.

A gravidade aparente do vaginismo não é necessariamente correlacionada com a duração do processo do tratamento. A facilidade da resolução depende muito do indivíduo e das circunstâncias únicas do indivíduo. Algumas mulheres relatam que resolveram o vaginismo primário com intercurso sexual em menos de uma semana após anos de intercurso sexual aparentemente impossível, enquanto outras dizem que a duração do tratamento foi de meses, embora o vaginismo delas parecia ser menos grave inicialmente. Em geral, se o processo vai além de alguns meses, geralmente existem questões emocionais, motivacionais ou de resistência, ou questões relacionadas à resolução de problemas complexos que possam ter pouco a ver diretamente com as etapas do tratamento.

O programa de autoajuda tem sido instrumental em ajudar mulheres no processo de recuperação—veja retorno de usuários e opiniões médicas para exemplos práticos da vida real. Embora existam muitos fatores influenciadores que possam ter um efeito sobre a duração do tratamento, o resultado do tratamento é quase sempre positivo e a recuperação é completa.


 

Veja Também

Pin It on Pinterest

Share This